Buscar referências é uma das primeiras atitudes quando iniciamos um projeto. Usualmente costumamos buscar referências em trabalho de outros designers, mas Ellen Lupton nos lembra que esse não deve ser o único caminho. No livro design thinking, a autora coloca que devemos nos inspirar em tudo que está ao nosso redor, livros, músicas, obras de artes, fotografias, etc, independente do projeto que estamos desenvolvendo. Então, eu montei uma listinha que lugares que podemos nos inspirar:

1. Livros de design
Acho que esse é o lugar mais óbvio, mas também é o mais completo, na minha opnião. Nos livros que são referência para nossa área, como Novos fundamentos do Design, Grid Construção e Desconstrução (já citados aqui no blog: clique aqui para ler), Geometria do Design, entre muitos outros, encontramos trabalhos e dicas maravilhosas que podem não só servir como inspiração momentânea, mas também um aprendizado.

Imagem desejoliterario.com

2. Sites
Para quem está trabalhando com webdesign, aqueles sites que juntam um monte de outros sites podem dar uma força. Sites como Awwards e Themes Forest possuem projetos muito legais que podem ajudar. Mas ao consultar estes sites, fique atento para não se viciar e ao invés de pegar “inspiração” acabar copiando um projeto. Experimente mesclar ideias de vários sites distintos.

www.awwwards.com

3. Bancos de imagem e Google Images
Pesquisar imagens sobre o tema que vai trabalhar pode ser bem legal também. Isso te ajuda a entrar na diegese do projeto que está trabalhando e assim você começa a filtrar melhor as ideias que já tinha em mente.


Ver imagens do tema também ajuda na elaboração de paletas de cor. No livro Design Thinking, Ellen Lupton indica a criação de paletas de cor a partir de imagens como um bom exercício para encontrar a paleta perfeita.

Bem, essas são dicas básicas, mas acho que pode ajudar bastante a ter ideias quando estamos começando.